Esporte

Dor na Canela Durante os Exercícios? Pode ser Canelite!

Você voltou recentemente à academia em busca de uma vida mais ativa e saudável, porém, ao caminhar ou correr na esteira, tem sentido dores incômodas na região da canela? Ou talvez você seja um atleta dedicado ou corretor e também está enfrentando desconforto persistente nesta área do corpo? Essas dores podem ser indícios de uma condição bastante comum chamada canelite. Para saber mais sobre o assunto, continue lendo: 

Anúncios

É fundamental lembrar que ouvir nosso corpo e prestar atenção aos sinais de desconforto é essencial para uma prática esportiva saudável. Ignorar essas dores pode levar a complicações mais sérias no futuro. Portanto, ao perceber dores persistentes na região da canela, é recomendado procurar um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e orientações adequadas de tratamento.

Ao longo deste conteúdo, exploraremos mais detalhadamente essas opções de tratamento e outras informações relevantes sobre a canelite, para que você possa compreender melhor essa condição e tomar as medidas adequadas para cuidar da sua saúde e bem-estar.

Canelite: O Que Você Precisa Saber

A canelite, também conhecida como síndrome do estresse tibial medial, refere-se à dor e inflamação nas canelas, especificamente ao longo da parte interna do osso da tíbia. É uma condição comum que afeta principalmente corredores e atletas envolvidos em atividades de alto impacto. O estresse repetitivo sobre os músculos, tendões e tecidos ósseos das pernas durante essas atividades pode levar ao desenvolvimento da canelite.

Anúncios

As Causas da Canelite

A canelite pode ser causada por diversos fatores, incluindo:

Sobrecarga e Aumento da Intensidade: Uma das principais causas é a sobrecarga ou aumento repentino na intensidade das atividades físicas. Assim, quando o corpo não recebe tempo suficiente para se adaptar às demandas impostas, os músculos e tendões das pernas ficam sobrecarregados, resultando na canelite.

Calçados Inadequados: Utilizar calçados inadequados ou que não oferecem suporte adequado pode contribuir para o desenvolvimento da canelite. A falta de absorção de impacto e suporte adequado ao arco do pé pode aumentar a tensão nas pernas, agravando a condição.

Questões Biomecânicas: Certos fatores biomecânicos, como pés planos, arcos elevados (formato dos pés) ou padrões de marcha anormais (modo como uma pessoa anda ou corre), podem gerar estresse excessivo nas pernas, aumentando a probabilidade de canelite.

Anúncios

Desequilíbrios Musculares: Fraqueza ou desequilíbrios nos músculos das pernas, especialmente nos músculos da panturrilha e da canela, podem contribuir para a canelite. Esses desequilíbrios podem levar a uma distribuição anormal do estresse e sobrecarga em áreas específicas do osso da canela.

Sintomas da Canelite

A canelite é caracterizada por diversos sintomas principais, incluindo:

Dor ao Longo da Canela Interna: O sintoma mais comum é a dor ao longo da parte interna do osso da canela. Neste caso, descreve-se a dor, geralmente, como uma sensação de dor surda ou latejante e tende a piorar durante as atividades físicas.

Sensibilidade e Inchaço: A área afetada pode ficar sensível ao toque e apresentar leve inchaço. Dessa forma, isso pode agravar a dor e o desconforto associados à canelite.

Dor Durante ou Após a Atividade: Indivíduos com canelite podem sentir dor no início do exercício, que gradualmente diminui à medida que os músculos se aquecem. No entanto, a dor pode retornar e se intensificar após a conclusão da atividade.

Dor à Palpação: A palpação da área afetada pode causar dor e sensibilidade. Isso pode ajudar a diferenciar a canelite de outras condições que podem causar sintomas semelhantes.

É Possível Prevenir a Canelite?

Sim! Inclusive, a prevenção é fundamental quando se trata de canelite. Ao implementar as seguintes medidas, você pode reduzir o risco de desenvolver canelite ou minimizar sua recorrência:

Progressão Gradual: Evite aumentos repentinos na intensidade ou duração do treinamento. Construa gradualmente sua condição física ao longo do tempo, permitindo que seu corpo se adapte e se fortaleça.

Calçados Adequados: Invista em um par de tênis de corrida que ofereça amortecimento, suporte e estabilidade adequados para os pés. Consulte um especialista se você tiver alguma condição específica nos pés ou anormalidades na marcha.

Alongamento e Fortalecimento: Incorpore exercícios regulares de alongamento e fortalecimento em sua rotina, concentrando-se nos músculos da panturrilha, canela e outras áreas das pernas. Isso pode ajudar a melhorar o equilíbrio muscular e reduzir a tensão nas canelas.

Treinamento Cruzado: Pratique atividades que complementem a corrida, como natação ou ciclismo. O treinamento cruzado ajuda a reduzir o estresse repetitivo nas pernas e promove a aptidão geral.

Escute Seu Corpo: Esteja atento a quaisquer sinais de alerta de possível canelite, como dor persistente ou desconforto. Descanse quando necessário e procure assistência médica se os sintomas persistirem ou piorarem.

Estou sentindo dores, o que fazer?

Se você já está apresentando sintomas de canelite, existem diversas estratégias que você pode adotar para gerenciar a condição de forma eficaz:

  • 1. Descanso e Recuperação

Permita que seu corpo tenha tempo suficiente para descansar e se recuperar. Evite atividades que agravem a dor e foque em exercícios de baixo impacto que não sobrecarreguem as canelas.

  • 2. Gelo e Compressão

Aplique compressas de gelo na área afetada por 15 a 20 minutos várias vezes ao dia. Mangas ou faixas de compressão também podem ajudar a reduzir o inchaço e fornecer suporte.

  • 3. Medicamentos para Alívio da Dor:

Medicamentos de venda livre, como ibuprofeno ou acetaminofeno, podem ajudar a aliviar a dor e reduzir a inflamação. No entanto, consulte um profissional de saúde antes de tomar qualquer medicamento.

  • 4. Fisioterapia

Trabalhar com um fisioterapeuta pode ser altamente benéfico no gerenciamento da canelite. Isso porque, eles podem fornecer exercícios e técnicas para fortalecer e alongar os músculos afetados, melhorar a biomecânica e promover uma cicatrização adequada.

  • 5. Dispositivos Ortopédicos

Em alguns casos, dispositivos ortopédicos, como palmilhas ou palmilhas personalizadas, podem ser prescritos para corrigir questões biomecânicas e fornecer suporte e estabilidade adicionais aos pés e pernas.

  • 6. Retorno Gradual à Atividade

Uma vez que a dor e o desconforto tenham diminuído, reintroduza gradualmente as atividades físicas em sua rotina. Porém, comece com exercícios de baixo impacto e aumente gradualmente a intensidade e a duração ao longo do tempo.

Perguntas Frequentes sobre a Canelite

P: Quanto tempo leva para a cura?

R: O tempo de cicatrização da canelite pode variar dependendo da gravidade da condição e de fatores individuais. Porém, na maioria dos casos, com o descanso adequado e o tratamento, a canelite pode melhorar em algumas semanas a alguns meses.

P: Posso continuar correndo com canelite?

R: É aconselhável evitar atividades de alto impacto, como corrida, enquanto estiver com sintomas de canelite. Descanse e permita que seu corpo se cure antes de reintroduzir gradualmente a corrida ou procure orientação de um profissional de saúde.

P: Existem exercícios que podem ajudar a prevenir a canelite?

R: Sim, alguns exercícios podem ajudar a fortalecer os músculos das pernas e reduzir o risco de canelite. Elevações de panturrilha, flexões de dedos dos pés e alongamentos da canela são alguns exemplos de exercícios que podem ser benéficos.

P: A canelite pode se tornar uma condição crônica?

R: Se não for tratada adequadamente ou se as causas subjacentes não forem abordadas, a canelite pode se tornar uma condição crônica. Portanto, é essencial procurar o tratamento adequado e fazer as mudanças necessárias no estilo de vida para evitar complicações a longo prazo.

P: A canelite é comum apenas entre corredores?

R: Embora a canelite seja comumente associada à corrida, ela também pode afetar indivíduos envolvidos em outras atividades de alto impacto, como dança, basquete ou tênis.

P: A canelite pode recorrer mesmo após a cura?

R: Sim, a canelite pode recorrer se os fatores subjacentes que contribuíram para seu desenvolvimento não houver adequação com tratamento. Dessa forma, tomar medidas preventivas e adotar técnicas de treinamento adequadas podem minimizar o risco de recorrência.

Conclusão

A canelite pode ser uma condição frustrante que limita sua capacidade de participar de atividades físicas. Dessa forma, o compreender suas causas, sintomas, estratégias de prevenção e opções de tratamento, você pode gerenciar efetivamente a canelite e voltar a fazer o que gosta. Lembre-se de escutar seu corpo, tomar as medidas necessárias para prevenir e procurar orientação médica se os sintomas persistirem ou piorarem. Assim, com paciência, cuidados adequados e modificações adequadas no estilo de vida, você pode superar a canelite e continuar desfrutando de um estilo de vida ativo.

Jéssica Eduarda

Com um olhar perspicaz para identificar as histórias mais relevantes e interessantes, Jéssica está sempre um passo à frente, oferecendo aos seus leitores uma visão clara e concisa dos acontecimentos atuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *