5 motivos principais da queda de cabelo

Quando o assunto se trata de queda de cabelo, tanto para homens quanto para mulheres, muitas pessoas costumam se preocupar pois imaginam ser alguma alteração grave no organismo. Porém, como existem inúmeras causas, é recomendado sempre que em excesso, procure-se um especialista. 

É importante destacar que nem sempre a causa das alterações no organismo são internas, muitas vezes a perda de cabelo se dá por variáveis como o uso excessivo de fontes de calor (chapinha, secador, etc) e acúmulos de processos químicos nos fios, que resultam na perda da oleosidade natural da raiz. Ainda, a variação das épocas do ano também pode influenciar nisto, pois em períodos mais frios, a temperatura da água utilizada nos banhos, por exemplo, costuma ser mais quente, isso afeta também a raiz do cabelo, de maneira a dificultar a absorção de nutrientes.

 Além disso, nem sempre a queda precisa ser vista como preocupante, visto que é natural a perda entre 100 a 200 fios de cabelo por dia segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Imagem Google: Queda de cabelo

As principais causas da queda de cabelo são:

Alterações hormonais

Podemos citar alguns hormônios como a progesterona e o estrógeno como responsáveis pela queda de cabelo feminina. A variação desses hormônios normalmente ocorre em períodos de maior sensibilidade na mulher, como por exemplo na adolescência, no pós-parto e na menopausa. 

Nos homens, a testosterona é a maior responsável pela queda. Isso pois, quando a raiz do cabelo recebe a ação sofrida por esse hormônio, os resultados são fios mais finos e com crescimento lento.

Pós-parto

Geralmente após o parto, a queda de cabelo se torna comum. A ocorrência neste caso não está somente atrelada às alterações hormonais esperadas na gravidez, mas também pelo estresse causado no parto e pelo processo de amamentação.

Apesar de não ser uma condição exclusiva do pós-parto, o Eflúvio Telógeno – repouso de um grande número de folículos pilosos –  é bastante recorrente nessa fase da vida de uma mulher. 

Estresse

Desencadeada tanto por questões físicas como rotinas diárias cansativas e exercícios físicos desgastantes, quanto psicológicas, como esgotamento emocional com relacionamentos instáveis, brigas familiares, ou também em casos pós-cirúrgicos, a queda de cabelo é bastante recorrente.

Quando nosso organismo recebe reforço de cortisol, consequência do estresse, ele distribui seu foco para partes que são consideradas essenciais para o pleno desenvolvimento do corpo, deixando o bulbo capilar em segundo plano.

Alimentação

Entendemos que a queda de cabelo e alimentação caminham lado a lado, e por isso temos a necessidade da ingestão de alimentos potentes em nutrientes e vitaminas indispensáveis.

Para exemplificar e lhe ajudar no dia a dia, selecionamos alguns alimentos e seus benefícios: 

Cenoura: rica em vitamina A e E. 

Ovo: rico em proteínas, biotina, selênio e zinco. 

Folhas verdes: ricas em vitaminas A e C, ferro, betacaroteno, ácido fólico e biotina.

Peixes: rico em ômega 3, selênio e vitamina B.

Feijão: rico em zinco, ferro e biotina. 

Leite: rico em cálcio e vitamina A.

Covid-19

Neste caso específico, por esta causa ser considerada recente, ainda não existem comprovações de formas de prevenção, isso pois não foi constatado qual a disfunção exata do organismo que resulta nesta condição.

Apesar de não ser muito claro para os especialistas, existem alguns fatores considerados mais prováveis, como: processos infecciosos ou inflamatórios ocasionados pelo vírus, intensificação de doenças autoimunes e até mesmo o estresse emocional desencadeado.

Sintetizando

Analisando todos esses pontos, podemos ver que nem todas as causas da queda de cabelo são preocupantes, porém, é necessário dar atenção quando essa condição apresenta-se de maneira recorrente ou excessiva e relatar ao seu médico.

Medidas como o controle do estresse e cuidados para uma boa alimentação são muito importantes, porém, tomando algumas outras precauções como controlar o uso de aparelhos a base de calor e tratamentos químicos (alisamentos, colorações, mechas etc.) também podem auxiliar na proteção de seu cabelo.

Dica Bônus

Devido a alta tecnologia dos produtos cosméticos, eles se tornam um grande aliado no combate ou prevenção da queda capilar, tendo ativos específicos que se posicionam em locais do bulbo capilar que demandam reposição. Portanto, sugerimos  produtos que contenham ativos como biotina, zinco, minoxidil, D-pantenol para o combate da queda, já para prevenção recomendamos, ativos como o chá-verde, gengibre e minerais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.